Cloud Hospedagem

Tutorial MongoDB: Criação de banco de dados, conexão remota e segura

Tags: Sin Tags.

Neste tutorial passo a passo vamos configurar o seu servidor com MongoDB de forma segura. Também você aprenderá a criar banco de dados e usuários com permissões específicas. Finalmente veremos como entrar em contato de forma remota.

1
Ativar o porto 20017 no firewall

Para garantir sua segurança, o porto utilizado pelo MongoDB no seu Cloud Server é 20017. Este está fechado no nível do firewall. Para abrir a entrada acesse na Configuração do seu cloud server e depois vá à guia Firewall. Ai crie uma regra que permita o acesso de conexões externas ao porto 20017.

Se você não conhece quais são as IPs a partir das quais, você ou a sua aplicação, serão ligados no servidor do MongoDB, utilize 0.0.0.0/0.  Assim você permitirá que, qualquer IP possa ser ligada com o MongoDB. No entanto, nós aconselhamos criar regras com as IPs (o rango de IP’s) específicas para te oferecer maior segurança no seu banco de dados.

firewall-1

firewall-2

 

2
Verificar a versão do MongoDB

Acesse através do console SSH no seu servidor e verifique a versão do MongoDB com o seguinte comando:

 

mongod --versão

 

Conhecer a versão será útil para depois caso você decida utilizar um cliente com interface gráfica para gerenciar o seu banco de dados e usuários, já que nem todas têm suporte para as últimas versões doMongoDB.

 

3
Criar um usuário administrador

Novamente através do console SSH e utilizando os seguintes comandos, criamos um usuário com as permissões necessárias para gerenciar qualquer banco de dados do servidor MongoDB.

Para eles executamos uma instância do MongoShell e foi feito no porto configurado.

 

mongo --port 20017

use admin

db.createUser(
  {
    user: "myServerAdmin",
    pwd: "mipassword",
    roles: [ { role: "userAdminAnyDatabase", db: "admin" } ]
  }
);

 

Altere os dados “user” e “pwd” do código acima, com o usuário e senha que você decida utilizar.

consola-2

 

4
Restringir o acesso Não Autenticado

É possível acessar o servidor do MongoDB sem precisar se autenticar e isto gera problemas de segurança. Agora que já temos um usuário com os privilegios suficientes, alteraremos a configuração para restringir o acesso através da autenticação.

Para eles editamos o arquivo mongod.conf, removendo o comentário da linha onde se encontra auth = true

 

mcedit /etc/mongod.conf

 

consola-1

Uma vez que tenha salvo a alteração, iniciaremos novamente o serviço do MongoDB para que tenham resultado.

 

service mongod restart

 

Agora já poderemos acessar o console MongoShell fazendo a autenticação como o usuário administrador que foi criado no passo 3. Para eles utilizamos o usuário e senha que escolhemos no lugar de “myServerAdmin” y “mipassword”.

 

mongo --port 20017 -u myServerAdmin -p mipassword --authenticationDatabase admin

 

 

5
Criar um Banco de Dados e um usuário para essa base 

Está na hora de criar o banco de dados que utilizaremos para a nossa aplicação. A diferença dos servidores como MySQL onde tem um comando explícito para criá-los, no MongoDB o banco de dados é criado adicionando o primeiro conteúdo (uma coleção) ou criando um usuário para esse banco.

No nosso caso faremos um banco de dados chamado teste adicionando um usuário chamado  un usuario myDbAdmin.

 

use test

db.createUser(
  {
    user: "myDbAdmin",
    pwd: "mipassword",
    roles: [ { role: "readWrite", db: "test" } ]
  }
);

 

consola-3

 

Agora, para acessar o banco de dados feito utilizamos o seguinte comando:

 

mongo --port 20017 -u myDbAdmin -p mipassword --authenticationDatabase test

 

 

6
Digitar os primeiros dados (coleção)

Agora veremos, através de um exemplo, como adicionar uma coleção de dados na base que foi criada.

 

use teste

db.personal.save({nombre:'Ariel Perez',edad:23})
db.personal.save({nombre:'Diego Angel',edad:32})
db.personal.find()

 

No momento de fazê-lo, veremos na tela os seguintes resultados: Al hacerlo, veremos en pantalla los siguientes resultados:

 

{ "_id" : ObjectId("55d87309d6b60ea1b22fb2ad"), "nombre" : "Ariel Perez", "edad" : 23 }
{ "_id" : ObjectId("55d87311d6b60ea1b22fb2ae"), "nombre" : "Diego Angel", "edad" : 32 }

 

consola-4

 

 

7
Aproveitar uma interface gráfica

O console MongoShell nos permite fazer praticamente de tudo com nosso MongoDB e utilizar interfaces gráficas na administração das bases de dados assim a tarefa torna-se muito mais fácil.

No mercado existem muitos clientes de administração para MongoDB e a grande maioria são pagos. Alguns dos gratuitos que podemos aconselhar para você são Mongo Management Studio ou MongoChef

 

mongodb://usuario:password@host:puerto/nombre_db

 

e no nosso exemplo ficaria

 

mongodb://myDbAdmin:mipassword@200.58.96.113:20017/test

 

Atendimento ao Cliente

24x7x365

SEMPRE AO SEU LADO

  • › Não há limite para o número de consultas e o acesso à história.
  • › Equipe altamente treinada.
  • › Acesso a tutoriais, FAQs e seminários gratuitos.
  • › Suporte em inglês, espanhol e português.
Gerenciar Minha Conta

Conheça as várias opções e ferramentas que proporcionam a sua área do cliente.

CLIQUE AQUI
Help Desk

Como utilizar o serviço de apoio e de resolver as questões mais comuns.

CLIQUE AQUI
Os pagamentos e vencimentos

Informações para saber o status da conta, os futuros vencimentos e renovações.

CLIQUE AQUI